Até o fim


"Eu te amo" ele diz antes de chorar
"Eu te amo" ele diz antes de se matar
Esse cheiro de morte fica no ar
E minhas lágrimas se encontra com o seu olhar

"Não! Não..." realmente não canso de gritar
Vejo que nem a mim ele quer escutar
Como no passado
"Que a morte nos separe" ele me jurou
Parece que essa ironia maldita em mim, queimou

Vamos juntos dançar esse tango que a morte nos ensinou
"Que a morte nos separe" ou "Até na morte juntos" ele não indagou
É isso meu amor, cá está uma arma
Se juntos na morte será
É assim que nossa história irá recomeçar.

Homenagem à: Matheus L.(Irmão Eterno. Je t´aime Bro.)

1 comentários:

Adriano Siqueira 21 de dezembro de 2008 14:16  

lindo texto!!!
eu precisava ler um texto assim hoje.. brigado mesmo

dri

Sobre este blog

Minhas crianças

Olhos da janela

Minha foto
Uma sonhadora de um mundo de fantasias. Onde todo o irreal que inunda cada linha de pensamento se dissipa no fim de uma avenida, um olhar poético que cria a dor e a felicidade de ter algo além da imaginação. E um trabalho mais que amado criado por mim e somente a mim terminado. Sou Medye Platinun. Muito prazer.

Página Protegida Por Direitos Autorais! Não copie, crie!

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Use e abuse... Da sua criatividade!