My Diary... Alguma parte aí.


Freguês, Freguês! Venha! Aqui está uma delícia, veio da fábrica agora, a fábrica dos meus pesadelos!
É, os meus pesadelos. De inóspitos e reais fatos. Eu me sinto mais longe do que realmente sou, mas eaí, quem liga!? Quem liga... Ah, pode ser algumas pessoas... me sinto tão feliz, tão aquecida. Mas quando nos afastamos a coisa é feito droga, vem o efeito, aí só a alegria, só a felicidade, depois, só a depressão. Aqui sinto-me uma viciada em quase estado de overdose (mental).
Mamãe não me olhe chorando, me dá mais pesar. Mãe, não quero ver-te chorando me dá mais sofrimento.
As vezes acho que queria que tudo ocorresse de uma vez só comigo. Mas eu sinto aqui, agora que é complicado demais eu suportar, chorei tanto... Não gosto de surtar assim.. mas é cruel demais sofer calado. E depois quando libera, parece que não tem fim, mas que aos poucos vai se desfazendo.
porém, até lá sabe Deus o que pode acontecer...

1 comentários:

Inominável Ser 10 de dezembro de 2009 06:04  

O que pode mais sufocar, o que pode mais aterrorizar, o que pode mais fazer temer e tremer do que o pesadelo da humana realidade a bater fortemente em nossos humanos rostos demasiadamente humanos?

Sobre este blog

Minhas crianças

Olhos da janela

Minha foto
Uma sonhadora de um mundo de fantasias. Onde todo o irreal que inunda cada linha de pensamento se dissipa no fim de uma avenida, um olhar poético que cria a dor e a felicidade de ter algo além da imaginação. E um trabalho mais que amado criado por mim e somente a mim terminado. Sou Medye Platinun. Muito prazer.

Página Protegida Por Direitos Autorais! Não copie, crie!

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Use e abuse... Da sua criatividade!