Catarina



Um dia, uma manhã, levantei
Vi que sem você, acordei
O que na noite era um belo sonho
Neste momento, não passa de suspiros medonhos

Aqui não há como sobreviver
Ao meu redor cria-se uma prisão
Um quadro de morte parei pra ver
E caí na armadilha de um ladrão

Que estupidez essa minha
A chave da saída estava na minha cara
Pensei que poderia ter a Catarina
Mas a liberdade só me judiava

Ah... como desejo morrer com dor no peito
Onde a culpa fosse de meu triste leito
Coração tem mais funções que bombear sangue
Coração mata, acaba, e me cria visões de Dante

Catarina Catarina, onde se encontra, minha vida?
Preso neste lugar, numa perigosa avenida
Querida, saudades suas me leva em brisas surreais
Com suspiros e choros que me desintegra cada vez mais

Anjo de beleza sem igual
Minha eterna deusa imortal
Catarina, és tu meu amor?
Sua beleza é de um veneno indolor

Sentada à minha frente
Ah... que inveja aparente
Quem dera eu estar a teu lado
Como nos sonhos que me foram tomados

Sinto-me humilhado, pois rires às minhas custas
Queima agora dentro de mim um amor mal acabado
Que luta e combate esse sentimento mal intencionado

Pensei que poderia te purificar
Mas aqui prefere ficar
Amante ingrata, doce cortesã
Os holofotes me mostram o glamour e a sujeira de seu divã

Com seus belos olhos verdes, ela está a me observar
Acendendo o seu cigarro com vontade de me domar
Usando a fumaça que perfuma o ar, como uma magia para me enfeitiçar
O movimento dos seus olhos mostra o desejo de me testar
Mulher maldita, seguro sua face com vontade de lhe beijar

O cheiro de desafio, deixa explícito a sede de jogos
Como se já não fosse difícil ter que encarar estes olhos
O fogo que arde no sul do meu corpo parece me dominar
Onde vivo num impasse que só faz me embebedar a cada bar
Um doce impasse de sofrer por te desejar.

2 comentários:

M'eloony Moore 10 de fevereiro de 2009 04:55  

Essa Catarina viu!
hehe

Danada!

E essa escritora...Sem palavras!

Gostei muito medye !
Eu sou sua fã d carterinha..nem posso lhe dizer q acada dia vc melhora...pq vc ja eh ótema só q a cada dia vc me surprende com poemas belíssimos !
Maravilhosos... Beijos danadinha

Lais Adelita 14 de fevereiro de 2009 14:01  

Olá , infelizmente só tipo tempo agora pra dar as boas vindas de voce seguir meu blog.
Uma honra ,pois em milho em milho abro meu galinheiro né HAAHAHAHA


o proximo capitulo tá prontinho heim

ps: amei a poesia

Beijao ,Lais Adelita

Sobre este blog

Minhas crianças

Olhos da janela

Minha foto
Uma sonhadora de um mundo de fantasias. Onde todo o irreal que inunda cada linha de pensamento se dissipa no fim de uma avenida, um olhar poético que cria a dor e a felicidade de ter algo além da imaginação. E um trabalho mais que amado criado por mim e somente a mim terminado. Sou Medye Platinun. Muito prazer.

Página Protegida Por Direitos Autorais! Não copie, crie!

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Use e abuse... Da sua criatividade!