Medye Platinun


Donzela bela e exuberante como a lua
Delicada de aparência pura
Amável como o cantar dos pássaros
Misteriosos são seus passos.

Os oceanos são pequenos perante seus sonhos e vontades
Você caminha, navega e voa por todos os lugares
Possui nos olhos um brilho comfortante
E em seus versos ternura constante.

Medye Platinun o real e o obstrato
O fascínio da noite sombria
Uma estrela que ao longe brilha
Um coraçao que alegre palpita.

Uma vanpira de beleza exótica
Uma rosa rara encontrada
Uma poetisa que acolhe à todos com suas palavras.

Escrito por Samara Morgan, agardeço tais palavras de descrição e carinho, nossa amizade vai atravessar montanhas, rios, mares e oceanos... Samara meu anjo, muito obrigada.

2 comentários:

o estranho mundo de Dennys 16 de abril de 2009 19:39  

ola Medye, como vai?
gostei de seus poemas e assim como vc sou um apressiador dessa arte.gostaria de saber se posso ser um seguidor seu, alem disso eh otimo saber que nao somos os unicos da nossa linhagem.
entao ate mais!

Dama negra 21 de abril de 2009 09:42  

querida medye

bjos meu anjo

Sobre este blog

Minhas crianças

Olhos da janela

Minha foto
Uma sonhadora de um mundo de fantasias. Onde todo o irreal que inunda cada linha de pensamento se dissipa no fim de uma avenida, um olhar poético que cria a dor e a felicidade de ter algo além da imaginação. E um trabalho mais que amado criado por mim e somente a mim terminado. Sou Medye Platinun. Muito prazer.

Página Protegida Por Direitos Autorais! Não copie, crie!

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Use e abuse... Da sua criatividade!