2° Dia


.A luz invade minha janela, meus olhos fitam o céu. Será que o paraíso está tão perto assim? Mesmo com o dia acendendo a minha pele, e, isso sendo tão bom, por quê ainda prefiro a noite? O escuro?

.Uma tarde ensolarada; uma garoa complementa essa arte viva. São poucos momentos assim que agradeço por estar viva, por poder enchergar e contemplar a simplicidade das coisas. Esta é minha verdadeira paz.

.Uma caixinha tarja-preta é só uma ilusão para os que querem ser iludidos. Um buraco opcional para os abandonados. Eu seria uma abandonada? Uma iludida mesmo sem essas caixas? Bem, não disse que a ilusão era opcional?

.Fecho meus olhos para poder respirar um ar límpido. Abro a minha boca para abrir um caminho, com lítio ou mesmo chumbinho. Tanto faz, tudo acaba... tanto faz.

1 comentários:

'Matheus, L. 31 de maio de 2009 16:56  

I love everything that you write...
and I miss u bb :///
miss u very much.
ur.bro.luv.ya
s2

Sobre este blog

Minhas crianças

Olhos da janela

Minha foto
Uma sonhadora de um mundo de fantasias. Onde todo o irreal que inunda cada linha de pensamento se dissipa no fim de uma avenida, um olhar poético que cria a dor e a felicidade de ter algo além da imaginação. E um trabalho mais que amado criado por mim e somente a mim terminado. Sou Medye Platinun. Muito prazer.

Página Protegida Por Direitos Autorais! Não copie, crie!

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Use e abuse... Da sua criatividade!