Amor Vampiro


A sedução te guia aos leves passos
Em direção dos meus fortes laços
Na loucura cairá para meus braços
Onde te deixarei em pequenos pedaços

Os seus desejos, todos realizarei
Para meu reino de ilusão te levarei
Lábios Rubros meus, que lhe encanta
Sangue rubro este seu, que almejo com gana

Com toques de paixão ao ápice desse amor
Na minha cama te trucidarei sem nenhum rancor
Oh querido, não se preocupe, no momento és meu favorito
Mas não será tão cedo que lhe deixarei sem nenhum abrigo

Aqui comigo não estará perdido
Pois te levarei em direção do seu destino
Negro como a noite é minha alma
A sedução é minha forte arma
Assim como te farei morrer, minha cria
Agora és o escravo cego pela minha sina

Nesse ninho de luxúria sou sua cortesã
Onde nós nos aproveitamos a cada momento
Como uma chuva que cai em uma noite de novembro
Nesta loucura mórbida a lua te iluminará morrendo

Doença de morte que me perfuma com flores negras
O seu sangue escorrerá em rios pelas minhas veias
No meu tempo o relógio bate em outra velocidade
Onde você cairá nesta completa insanidade
Quando antes de morrer
Eu ouvirei com prazer você dizer
"Por favor me deixe viver!"
Mas no fim, o seu defunto assistirá o amanhecer.

1 comentários:

Adriano Siqueira 13 de maio de 2009 11:52  

incrivel poema voltado com fervor para nos que admiramos o que vc escreve medye :-)

Sobre este blog

Minhas crianças

Olhos da janela

Minha foto
Uma sonhadora de um mundo de fantasias. Onde todo o irreal que inunda cada linha de pensamento se dissipa no fim de uma avenida, um olhar poético que cria a dor e a felicidade de ter algo além da imaginação. E um trabalho mais que amado criado por mim e somente a mim terminado. Sou Medye Platinun. Muito prazer.

Página Protegida Por Direitos Autorais! Não copie, crie!

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Use e abuse... Da sua criatividade!